17.11.09

>
"Não há máfia em Portugal porque não é preciso ameaçar gente com uma pistola. Basta abanar umas notas".
João Miguel Tavares, "Diário de Notícias", 03-11-2009

O homem que gostava de peixe

>











Uma investigação de faca e garfo. Para ler aqui.

Homenagem ao Poeta Aleixo

>
Porque o povo diz verdades,
Tremem de medo os tiranos,
Pressentindo a derrocada
Da grande prisão sem grades
Onde há já milhares de anos
A razão vive enjaulada.

Vem perto o fim do capricho
Dessa nobreza postiça,
Irmã gémea da preguiça,
Mais asquerosa que o lixo.

Já o escravo se convence
A lutar por sua prol
Já sabe que lhe pertence
No mundo um lugar ao sol.

Do céu não se quer lembrar,
Já não se deixa roubar,
Por medo ao tal satanás,
Já não adora bonecos
Que, se os fazem em canecos,
Nem dão estrume capaz.

Mostra-lhe o saber moderno
Que levou a vida inteira
Preso àquela ratoeira
Que há entre o céu e o inferno.

in "Este Livro que Vos Deixo..."

10.11.09

Neste País...















Material para um argumento não lhe falta...!

4.11.09

Wallace e Gromit

>










Hoje e porque estes dois fazem 20 anos decidiram tomar de assalto o Google!
O que irão eles inventar agora?

21.10.09

Os 50 anos de Astérix e Obélix

>












O álbum de banda desenhada que assinalará este ano o meio século da criação de Astérix e Obélix chama-se "O aniversário de Astérix e Obélix - O livro de ouro" e foi anunciado há vários meses como "o maior banquete festivo preparado pelos irredutíveis gauleses".
Lançado simultaneamente em 19 países, o novo álbum está à venda a partir das 0 horas de hoje na livraria Fnac do Centro Comercial Colombo, em Lisboa.

Entre as personagens que povoam o imaginário criado por Uderzo e Goscinny contam-se ainda Abraracourcix, o chefe da aldeia, o bardo Assurancetourix e o pequeno cão Ideiafix.
Não podemos esquecer o druida Panoramix e a sua poção mágica que torna os habitantes da aldeia invencíveis contra as investidas militares dos romanos, dirigidos por Júlio César.

As aventuras e desventuras deste pequeno gaulês de bigode farfalhudo e do seu grande amigo com uma força algo desajeitada e desmesurada, que carrega menires e adora comer javalis, fizeram e vão certamente continuar a fazer as delícias de pequenos e graúdos por mais ...digamos... 50 anos?

1.10.09

o momento esperado

>
Já tinha todas as atenções centradas nele, mas não, precisa de um pouco mais...
Trazia na mão um pequeno bloco. Terá demorado por isso e perdido tempo apontando nele a contra-argumentação para não ser apanhado em falso, depois das últimas declarações do Presidente da República, acusando "destacadas personalidades do partido do Governo" de "manipulação" para o encostar ao PSD e "desviar as atenções"?

ah pois não!

>
O Provedor de Justiça, Alfredo de Sousa, afirmou ontem que ainda não foi dado pelo Presidente da República um "completo esclarecimento" sobre o caso das alegadas escutas no Palácio de Belém, "se houve ou não escutas e, se houve, quem foi que as fez".

29.9.09

Mafalda faz 45 anos

>
Foi a 29 de Setembro de 1964 que o argentino Quino idealizou esta irreverente personagem de BD. Estaria longe de imaginar que Mafalda se tornaria uma das mais célebres comentadoras políticas da actualidade.
Umberto Eco descreveu Mafalda em 1969, num prefácio a um dos álbuns que Quino dedicou à personagem, como "uma heroína zangada que recusa o mundo tal como ele é".
Contestatários e insatisfeitos? Acho que todos temos um pouco de Mafalda dentro de nós...

Presidente da República fala hoje ao país às 20h00

>
Irá finalmente quebrar o silêncio e pronunciar-se sobre a polémica das escutas?

Legislativas

>
















(Fonte: DN)
PS – Venceu de facto as eleições mas terá sido "uma extraordinária vitória eleitoral" como Sócrates fez questão de frisar? No fim de contas perdeu a maioria absoluta que detinha. Acrescenta que "o povo falou e falou bem claro: o PS foi de novo escolhido para governar Portugal. E foi escolhido sem nenhuma ambiguidade".
Aqui tenho as minhas dúvidas. Acho que ainda temos de esperar pela "ambiguidade". O PS não vai ter a vida facilitada e esta vitória pode transformar-se numa derrota a curto prazo. Espera-o sem dúvida muito jogo de cintura para conseguir governar, coisa a que não está habituado. (e alguns sapos também).

PSD - O grande derrotado. A cara da derrota? Manuela Ferreira Leite.
O falhanço rotundo da sua campanha de verdade. Um dos piores resultados do PSD. Nada o fazia prever dado que as sondagens pós-europeias colocavam primeira vez, Ferreira Leite à frente de Sócrates nas intenções de voto. Tudo se reduz portanto à falta de competência de Manuela Ferreira Leite em apresentar propostas concretas de mudança e em conseguir convencer o eleitorado de que o PDS é verdadeiramente "uma alternativa forte e credível ao PS".
Arrisco dizer que se a cara do partido tivesse sido outra, o PSD poderia ter ganho as eleições. Ganhos haveria com certeza em maquilhagem.

CDS - O grande vencedor. Portas conseguiu em pleno os seus objectivos. Viu reforçada a representação parlamentar e colocou o partido no terceiro lugar que "passou a disputar outro campeonato". É também o único partido com o qual o PS poderá formar um governo de coligação.

BE - O partido a registar a maior subida e o único a duplicar a sua representação parlamentar. Francisco Louçã congratulou-se pela derrota da "arrogância e do absolutismo da maioria absoluta do PS" e esfrega as mãos pelos votos que conseguiu roubar a Sócrates. Não há entendimento possível entre estes dois.
Com 16 deputados eleitos, teremos agora oportunidade de ver se o BE passa do papel à prática.

CDU - Não há muito a dizer. Passou a quinta força política e faz por manter-se à tona. Sabe que está a perder terreno para o BE, apesar dos 15 deputados que conseguiu eleger, mais um do que nas legislativas de 2005. Jerónimo de Sousa em jeito de desculpa congratula-se apesar de tudo dos resultados que foram "essenciais para retirar a maioria absoluta ao PS".

15.9.09

Patrick Swayze

>
Morre hoje um ícone da minha adolescência.
Já se previa este desfecho, mas gostamos de acreditar que esta gente não é de verdade e por isso não desaparece de cena como nós. A caixinha mágica perdeu hoje um pouco do seu encanto.
Recordo os filmes em que participou, estes que vão ficar para sempre.
.
Em Ghost – O Espírito do Amor (1990) de Jerry Zucker
A história de amor mais tocante que toda gente garante já ter visto.












'
Em Dirty Dancing (1987) de Emile Ardolino.
O musical que marcou uma geração. A música "(I've Had the) Time of My Life" foi vencedora do Óscar de Melhor Canção Original.
Em ambos, Patrick Swayze foi candidato a um Óscar.
.
Em The Outsiders – Os Marginais (1983) de Francis Ford Coppola.
Eles cresceram à margem da sociedade. Eles só queriam sentir que pertenciam a algum lugar.

14.9.09

"Gato Fedorento esmiúça os sufrágios"

---
Ricardo Araújo Pereira explicou que o objectivo do programa "não é hostilizar os candidatos", mas sim "fazer-lhes umas perguntas que sendo marotas, malandras vá, não sejam ofensivas".

José Sócrates prometeu que "iria ser bonzinho" durante a entrevista.
"Ele prometeu aos filhos que iria ser bonzinho, foi uma promessa simpática. Pelos vistos ele cumpre o que promete aos filhos, já não é mau", contou.

sobre o último frente-a-frente

---
Sobre o debate entre Manuela Ferreira Leite e José Sócrates, quer parecer-me que a líder do PSD foi siderada pela falta de consistência na argumentação, pela falta de seriedade na apresentação de uma justificação para a sua mudança de opinião.
Mais, diria que foi traída pela sua necessidade em dar explicações que mais não revelaram a sua falta de preparo, a falta de conhecimentos de causa, imperdoável a quem pretende conduzir os destinos do país.
Manuela Ferreira Leite não conseguiu transmitir confiança, empatia, de pouco ou nada lhe valeu a postura séria, honesta que vem pregando. Falta-lhe carisma. E nem os feitos do passado lhe valeram...ou a maquilhagem para minorar o efeito cinzentão que a sua imagem passa.
Quanto a Sócrates, pode ter uma pose arrogante, plastificada, mas não lhe faltou o dom da palavra na hora de fazer valer os seus feitos (não fosse ele um exímio propagandista). Com a matéria bem estudada, não lhe faltou capacidade de argumentação, esteve lá a disponibilidade (que reconheceu ter, ainda não há muito tempo) para aceitar a crítica e fazer melhor no futuro e claro, aquilo que melhor o caracteriza, mostrou ter memória [comparativa].

Ferreira Leite pretende suspender o TGV, subitamente preocupada com o endividamento. A forma como meteu na algibeira a diplomacia também não abonou muito a favor. Há coisas que embora se pensem simplesmente não se dizem. Mais da mesma falta de consistência nas explicações. E também não explica como pretende fazer face ao problema do défice. Nem como pretende avaliar os professores ou os juízes. Parecer determinada em chegar primeiro ao poleiro e depois vê o que fazer.

O debate foi esclarecedor.
Ferreira Leite não conseguiu ganhar votos e Sócrates não perdeu os seus. Continua tudo em aberto até dia 27 de Setembro.

9.9.09

e quase treinador?

---
Estamos no caminho certo. Queiroz diz não estar satisfeito com os resultados, mas garante que estamos a jogar bom futebol.
Estamos?
A balança está um pouco desequilibrada: faltam golos a Portugal, falta garra no ataque e faltam jogadores em finalização.
Quanto a Cristiano Ronaldo, a nossa arma pouco secreta, parece que, com a pressa, deixou ficar no Manchester United o pé certeiro e trouxe um que não era o seu.
Será que já percebeu a diferença?
Queiroz acredita contudo ter equipa para fazer golos e principalmente para não sofrer golos, eu diria que não se nota nada. Não depois de termos assisto à forma como Scolari compôs com pulso forte uma equipa que soube jogar pela primeira vez como tal, sem falsa humildade, levando a nossa Selecção e portugueses em geral a acreditar que seria possível ganharmos, finalmente, um Mundial.
Com Queiroz temos de continuar a acreditar num apuramento que cada vez parece mais difícil de vermos concretizar-se!

3.9.09

arrependimentos tardios ou não...

---
Sócrates reconhece que falhou e fala em falta de delicadeza na forma como lidou com os professores.
Maria de Lurdes Rodrigues desdramatiza e admite que existiram APENAS "problemas de comunicação".

A manifesta "humildade" em reconhecer que errou vem um pouco tarde e, reduzir tudo à falta de delicadeza, à falta de capacidade em dar explicações ou à infantilidade dos professores, não basta para esquecer 4 anos de "problemas de comunicação" ou melhor da falta dela.

"Quem semeia ventos, colhe tempestades" e nada do que José Sócrates possa dizer AGORA terá qualquer utilidade, seja qual for o objectivo eleitoral de toda esta súbita disponibilidade em reatar e transformar a sua relação com os professores numa relação mais "delicada" e "atenta". Digo eu, com toda a delicadeza.

2.9.09

sempre foi um verão quente...

---
...em promulgações. O Presidente da República promulgou 113 diplomas em Agosto e vetou apenas um diploma no mesmo período, mas ainda se encontram 54 em análise...

Festival de Veneza arranca hoje

---
Giuseppe Tornatore está de volta com o filme: Baarìa - La Porta Del Vento. O autor de Cinema Paraíso, premiado com o Óscar para Melhor Filme Estrangeiro em 1990, regressa à sua Sicília natal, para contar um drama épico com elementos autobiográficos.

Se Giuseppe Tornatore nos brindar com mais do mesmo, estou certa de que poderá vencer pela segunda vez. O filme Cinema Paraíso comoveu e continuará certamente a comover pela singularidade com que aborda o tema da amizade, prestando-lhe um verdadeiro tributo.
Em competição estão 24 filmes, entre as longas-metragens contam-se mais quatro produções italianas, seis títulos norte-americanos e três franceses.

1.9.09

o novo paradigma

---

MFL já em tempos havia dado "graças a Deus" por os comícios fazerem parte do passado, declarando-se agradecida às redes sociais da internet por terem colocado um fim à "sociedade de massas".
Assim e quase parecendo aliviada, anuncia que a campanha do PSD não terá comícios e fala numa "volta de verdade", virada para esclarecer os eleitores (eu tenho uma: COMO pretende reerguer o país? Diz que vai fazer isto e aquilo e abstém-se de dizer como. Que política de verdade é esta? ESTE discurso já conhecemos e não é de hoje).
Acrescenta que não irá fazer convites às principais figuras do partido para participarem na campanha. Quem quiser aparecer que apareça. Pergunto se ainda haverá alguém disposto a dar a cara pelo partido?
E depois, quem é que gosta de ir a um funeral ou a uma missa do sétimo dia?
Se é com esse sentimento que vai andar em campanha, mais vale ficar em casa a fazer o frete. Estamos habituados a um bom entertainer, a um discurso aceso com algum espectáculo sim, porque o conjunto faz a festa, apesar de tudo...

Mas...talvez fosse melhor pensar duas vezes antes de descartar o convite do casamento... MFL ajoelhava e fazia o pedido ao partido, sempre ajudava.

26.8.09

Perde o título e o trono

---
Continua a correr tinta sobre o melhor jogador do MUNDO mas, eis chegada a altura de ceder o trono. Será que vamos FINALMENTE ouvir falar em outro rei que não o CR9?
Não enquanto continuar a parecer que este entregou também as botas...

Programa Eleitoral PSD

---
Parece que é amanhã, quinta-feira, que vamos finalmente conhecer o programa eleitoral do PSD. A solução mágica, entenda-se princípios e medidas essenciais, que Manuela Ferreira Leite propõe para colocar a casa em ordem.
Amanhã ficaremos a saber que prioridades essenciais são essas que o Governo PSD pretende traçar para retomar as rédeas de um país que se diz desgovernado.
Diria que, a julgar pelo desenrolar dos últimos capítulos da cena política, não precisa esforçar-se muito por convencer, Sócrates já tratou de tudo...

Elenco despede-se de 'Conta-me como Foi'

---









Durante dois anos acompanhamos a saga da família Lopes, a história de uma família que poderia ter sido a nossa.

Um pouco como uma novela portuguesa, assistimos ao desenrolar de episódios que muitos (re)viveram com um misto de saudade e de tristeza. Os tempos eram outros e não deixa de ser interessante ver a realidade com que cresceram os nossos pais.

Vão ser emitidos mais 26 episódios, em que poderemos acompanhar a família Lopes até ao dia 25 de Abril, sendo certo que poderá não haver o relato do dia seguinte à Revolução.

O narrador cala-se também e ninguém mais pede: 'Conta-me como Foi'...

31.7.09

30.7.09

assim vai a nossa Justiça

---
Fátima Felgueiras absolvida de todos os crimes no processo do futebol. Não ficou provado em tribunal que os subsídios atribuídos pela autarquia ao Futebol Clube de Felgueiras, entre 1995 e 2002 tenham sido utilizados para pagar despesas da equipa profissional.
---
Caso Bragaparques: a ver vamos.
Carmona Rodrigues, Fontão de Carvalho e Eduarda Napoleão vão a julgamento. Em causa está a permuta dos terrenos do Parque Mayer, da Bragaparques, por parte dos terrenos camarários no espaço da antiga Feira Popular, em Entrecampos. O negócio envolveu ainda a venda em hasta pública do lote restante daquele espaço adquirido pela mesma empresa, que exerceu um direito de preferência.
---
de que justiça estamos afinal a falar?

o PS orgulha-se de apresentar...

---
... o seu programa eleitoral.
Exímio propagandista, José Sócrates anuncia que tem "ideias" ao contrário do PSD que nem ideias, nem programa eleitoral.
Os portugueses têm sido testemunhas de que ideias não lhe faltam, mas o que apresenta agora oficialmente é mais do mesmo. Não esconde que vai continuar a desbravar caminho, sem mudar de sentido. Os floreados são os de sempre, bem como a política comparativa com que enaltece os seus discursos.
O "orgulho" que sente é palavra gasta em todos eles: "Sócrates orgulhoso com programa de acesso a computadores e Internet de banda larga"; " José Sócrates orgulhoso por governo ter compreendido potencial da economia angolana"; "Sócrates orgulhoso com investimento da Pescanova"; "Estou muito orgulhoso e satisfeito com esta Presidência"...

Está anunciado. O "dever" cumprido. Resta saber se o PSD, que tarda em mostrar o seu, faz melhor...

cartaz do PSD visto por nuestros hermanos

---








Estará Jordi Joan Baños a falar deste cartaz? Fiquei com dúvidas...por causa do trocadilho...

29.7.09

Programa Eleitoral PS

---
Do IRS ao IVA, o PS promete taxas mais baixas caso ganhe.
Ainda mais? Quando a esmola é muita (de 21% para 20%), o pobre desconfia...
Propõe 200 euros em conta poupança por cada nascimento para incentivar a natalidade, valor este a que a criança terá acesso quando completar 18 anos.
É suposto este valor ser um INCENTIVO à natalidade e à poupança? Chamar-lhe-ia incentivo se os pais da criança pudessem dispor desse dinheiro no imediato...
Ainda assim, a DECO faz as contas, 200€ a render juros durante 18 anos, o jovem chegado à idade adulta terá na conta...pouco mais de 500 euros, para se tornar autónomo?! Esperemos que no final não tenha ainda de pagar para ver esse dinheiro!
---
Se pensarmos que na vizinha Espanha são 2500 euros por cada nascimento, talvez mais portugueses comecem a levar a sério a ideia de um "casamento por interesse". Há quem não seja profeta, há quem goste e há quem nunca tenha pensado nisso...

quem alimentou o monstro?

---

O PS, baseando-se num ensaio feito sobre a evolução da despesa do Estado em Portugal entre 1985 e 2009, da autoria do professor da Universidade de Columbia, Ricardo Reis (publicado aqui), acusa o PSD e Manuela Ferreira Leite em particular, de ter criado e alimentado o maior "monstro" da despesa do Estado enquanto ministra de Estado e das Finanças.
Ajudaram os governos de Durão Barroso, de Pedro Santana Lopes e de Cavaco Silva e que APENAS o Governo de José Sócrates "teve a rara distinção de ter sido o único capaz de reduzir o tamanho do monstro da despesa do Estado em meio ponto percentual entre 2005 e 2008".
---
Se dúvidas havia, "os portugueses ficam a saber a partir de agora a quem devem e a quem não devem entregar as suas poupanças". E que, se não fosse a crise, "este teria sido o Governo realmente capaz de reduzir o tamanho do monstro".
"Presunção e Água Benta...cada um toma a que quer!"

27.7.09

há coisas...


...que não acontecem por acaso...!

Berlusconi vai fazer penitência

---
O plano é limpar a face e apagar da memória do eleitorado católico os vícios carnais desvelados pelas gravações da prostituta de luxo Patrizia D’Addario, uma das participantes nas orgias de Villa Certosa. Berlusconi vai ainda purificar a alma através da confissão em Pietrelcina, terra natal do santo Padre Pio.

Será isto suficiente para lhe darem o benefício da dúvida?

24.7.09

a figura de 1 caramelo

---
conhecem estes caramelos?
não?
também não é importante...
-
A proeza é colocar um caramelo destes na boca,
falar com ele lá e fazer com que os outros entendam aquilo que estamos a dizer...
-
parece fácil? difícil é conseguir parar de rir...
-
com a nossa figura e a dos outros!
de ir à lágrima!

Santana Lopes pede ajuda (parte II)

---
Primeiro foi a Deus, agora vira-se para os 'santos'.
Padres do centro histórico de Lisboa apoiam Santana Lopes (PSD) na corrida à Câmara de Lisboa contra António Costa (PS).
"Se de nós dependesse, com quem preferiríamos voltar a trabalhar? "
Pedro Santana Lopes, claro!
Porque "este homem ama a Cidade! ... Este homem é um homem de palavra!... Este homem tem visão!... Este homem tem vergonha!" (esta última é hilariante!)
Mas e se "apesar de tudo, o Povo de Lisboa julgar com uma bitola diferente da nossa e escolher António Costa, cá estaremos para, como ele, recuperar o tempo perdido".
[O homem ainda tem remédio]..."é um homem inteligente, pode mudar!", afirmam.

Programa Eleitoral PSD

---
---
Ferreira Leite lá sabe. Mas...será que sabe?

23.7.09

o que há de melhor II

---



rir entre amigos

o que há de melhor

---

receber um e-mail de alguém que gostamos e de quem nunca recebemos nada...

22.7.09

a era do livro digital

---
A Barnes&Noble parece obstinada em querer vingar no mundo dos livros digitais e tornar-se na maior livraria de e-books, apesar de ter falhado esse mesmo propósito em 2003. Outros investiram milhões, como a Time Warner, mas rapidamente semelhante projecto faliu.
O livro não é apenas um objecto físico, é muito mais que isso.

Como pretendem os dispositivos de leitura electrónica substituir o prazer de folhear um livro? De espreitar rapidamente o fim, tal é a ansiedade de saber o desfecho da história? O prazer de tocar numa 1ª edição? De escolher um livro pelo grafismo da capa ou pela subtileza da contracapa? Não é possível reproduzir electronicamente a essência de um livro!

Eu NUNCA estarei "absolutamente satisfeita com a mudança para o digital". E quero acreditar que a "maioria das pessoas" também não! Longa vida ao livro impresso!

20.7.09

Festival "O Amor é Fogo"

---
Integrado nas comemorações dos 250 anos do Concelho de Oeiras realizou-se este fim-de-semana o Festival "O Amor é Fogo" no Estádio Municipal de Oeiras. O programa foi pensado para agradar a todos os gostos musicais e ao mesmo tempo render homenagem ao maior de todos os poetas portugueses - Luís Vaz de Camões. Por esta razão, todos os intervenientes tinham que musicar o poema "Amor é Fogo".
--
Sábado foi dia de conhecer as Tucanas.
As batidas convidam-nos a entrar num ritmo cuidado, em que cada um dos elementos constrói o seu espaço com uma sensualidade contagiante.
As cores, a harmonia dos movimentos contrastam com a força rude dos instrumentos de percussão que tocam.
Em seguida, Ana Moura. Confesso que não sou grande fã de Fado, pelo que Ana Moura deve ser mesmo a única que tolero. Não sei dizer ao certo porquê, talvez por ter um estilo alternativo e, a meu ver, por não cantar Fado puro e duro.
A encerrar, Sara Tavares. A sua música tornou-se uma música do mundo que ela própria faz questão de frisar, alimentada por vários géneros e viagens que terá feito ao longo dos últimos anos. Apresentou ao vivo o seu novíssimo trabalho Xinti (Sente).
---

maratona legislativa

---
Com a legislatura a duas reuniões plenárias (agendadas para quarta e quinta-feira) do fim, os deputados da Assembleia da República preparam-se para uma verdadeira maratona uma vez que têm de votar, para além dos projectos de lei que ainda aguardam apreciação parlamentar, 22 diplomas que correspondem a um terço das propostas enviadas pelo Executivo para o Parlamento.
Cavaco Silva já havia avisado o "Governo e partidos para terem cuidado" com as leis que pretendiam ver aprovadas neste final de legislatura, para evitar situações confusas ou em que as suas decisões - nomeadamente eventuais vetos políticos - sejam interpretadas como um acto com repercussões na pré-campanha para as legislativas.
Contam-se entre os textos por aprovar várias propostas polémicas e se "a pressa é inimiga da perfeição", bem pior é arriscar um veto e mais uma reprimenda de Belém (além dos 11 que já lá vão).
---
O Verão promete ser quente, resta saber se em vetos ou promulgações.

16.7.09

Harry Potter

---
Estreia hoje em todo o mundo 'Harry Potter e o Príncipe Misterioso' - sexto filme da saga adaptada dos livros de J.K. Rowling.
Realizado por David Yates, espera-se que repita o sucesso mundial dos anteriores.
Contudo as aventuras do jovem feiticeiro de Hogwarts estão a chegar ao fim. A rodagem já para o ano que vem das partes I e II de Harry Potter e os Talismãs da Morte põem termo à saga.
Quem não vai gostar nada deste desfecho é a Warner Bros que deixa de dispor do toque mágico dos lucros fantásticos com sempre obtém com esta produção - quatro dos cinco títulos anteriores estão na lista dos 100 filmes mais lucrativos do cinema norte-americano.
--
Curiosidade:
O português Eduardo Serra será o director de fotografia do próximo filme.

14.7.09

agora que o ‘rei’ se foi

---
Nos últimos anos, o seu nome surgia única e parece que exclusivamente associado a escândalos ou casos dando conta de uma vida um tanto ou quanto bizarra, mais do que à sua música. De facto, Michael Jackson estava como que reduzido a uma recordação que muitos tinham de um passado glorioso. Decidido a regressar aos palcos, anunciou uma digressão de 50 espectáculos, a última da sua carreira.
Ao invés desaparece tragicamente e vê-se finalmente transformado num ícone da canção pop.
-
Mas a sua história não acaba aqui.
Muitos parecem decididos a lucrar com isso, pelo menos enquanto durar a euforia. Há os que vendem/editam os ‘podres’ e os que procuram desfazer-se de raridades como esta para conseguir um negócio único de milhões de dólares.

13.7.09

"Mais Além"

---

João Garcia está a um pico de alcançar o seu objectivo de conquistar os 14 picos acima dos 8000 metros. Alcançou na sexta-feira passada o pico Nanga Parbat (8125 metros), no Paquistão, a 9.ª mais alta montanha do mundo ficando a faltar apenas o Annapurna (8091 metros), no Nepal, que conta escalar na Primavera de 2010.

Li algures que "aquilo que conseguimos corresponde ao que estamos determinados em conseguir" – diria que João Garcia é o exemplo vivo desta máxima.

há coisas que não mudam

---
Até Setembro, vamos ter concorrentes a imitar os artistas que mais gostam, seja a cantar, na forma de vestir, falar ou de estar. Nasci p'ra Cantar nas noites de domingo na TVI, apresentado por Herman José. Este, igual a si mesmo, com as palhaçadas a que já nos habituou e que já não enganam ninguém, a julgar pelas audiências do primeiro programa.
-
Já é certo e sabido que os mais velhos gostam de ver programas musicais e se for com criancinhas melhor ainda. Talvez tenham visto a emissão por força do hábito, uma vez que nos últimos tempos não temos visto outra coisa, na grelha televisiva em geral, a não ser programas musicais. Mas depressa perceberam que não era aquilo que estavam à espera, a julgar pelas audiências deste fim-de-semana.
-
Já a SIC, sensivelmente à mesma hora, passa o programa TGV – Todos Gostam do Verão apresentado por Carolina Patrocínio e João Manzarra. É "uma réplica reinventada de um género televisivo que ditava a moda nos anos 80, 90" e de que todos devem lembrar-se. O concurso opõe duas equipas de duas cidades que se digladiam em provas que podem ser desportivas, de força ou agilidade. Boa disposição e cenas hilariantes parecem contagiar um público mais abrangente.
Contudo, nada é novo!
Continuamos a assistir a programas que vêm sendo rebuscados, com algum sucesso ou não, mas todos pertencentes a um passado não muito longínquo.
Que é feito da imaginação que tanto nos caracteriza?

Citando [14]

"A única segurança, hoje em dia, que existe em termos de trabalho, é a da nossa própria capacidade e de sermos necessários e competentes naquilo que fazemos."
Ana Maria Pacheco, presidente da AIRO

10.7.09

porque não tinha conta no mesmo banco?

---
Fátima Coelho, costureira na empresa Fersoni-Comércio Internacional, S. A em Famalicão, recebeu o salário do mês de Junho em "333 moedas de um euro e uma moeda de cinco cêntimos".
Em vez que um cheque, ou de um depósito na conta tinha um saco de moedas à sua espera!

9.7.09

já começou o combate eleitoral

---
Segundo o primeiro-ministro, vai tratar-se de "uma questão de atitude", uma escolha entre "quem tem confiança no país, vontade e ambição" e quem faz da "resignação, pessimismo e negativismo" uma "linha política". "Está em jogo a disputa entre a escolha de quem acredita no Estado social e quem quer rasgar as políticas sociais", defende o líder do PS.
---
Sócrates fala ainda em "tempestade perfeita", mas a verdade é que a ambição desmedida nas ditas "reformas modernizadoras" é que foi devastadora.
---
Hoje Manuela Ferreira Leite contra-argumenta e diz que "não há nenhuma medida anunciada por este Governo com a qual eu discorde. Eu nunca disse que rasgaria políticas sociais. Rasgar, ninguém vai rasgar nada."
Então esta é a tão apregoada campanha de verdade [da mentira]?
Ainda não há muito tempo o discurso era: "Nós vamos rasgar e romper com todas as soluções que têm estado a ser adoptadas em termos de política económica e social, para que tenhamos resultados diferentes".
---
Sejamos sensatos, não é possível agradar a 'gregos e troianos'! Só em campanha eleitoral ao que se vê...

7.7.09

CR9

---

está tudo bem quando acaba bem!

---

Sónia Sanfona (deputada SOCIALISTA) iliba o Banco de Portugal de falhas na sua acção fiscalizadora, mas RECONHECE a falha de Vítor Constâncio que, "face a algumas informações de que o BdP dispunha e face ao incumprimento reiterado do BPN às exigências colocadas seria de admitir que o BdP podia ter sido mais incisivo e mais diligente" na sua acção junto do banco liderado na altura por José Oliveira Costa.

Chamado à atenção, tal qual estivéssemos a repreender uma criança: o que fizeste foi muito feio (abanando o dedo indicador e com ar de mau), que não se volte a repetir! VÁ, AGORA VAI LÁ BRINCAR...!

o Brasil tem mais encanto

---
Maria João Pires anuncia como definitiva a sua decisão de renunciar à nacionalidade portuguesa, por sentir-se decepcionada com o modo como tem sido tratada no episódio do arresto de bens móveis da Escola da Mata, no seu Centro de Artes de Belgais, em Castelo Branco e a sua decisão de ir viver para o Brasil para se "salvar dos malefícios que Portugal lhe estava a fazer."

Miguel Sousa Tavares diz-se também "muito zangado com Portugal" (apesar do milhão de livros vendidos - mais coisa menos coisa) e anuncia estar a pensar ir para o Brasil para fugir de um país cansado, desiludido, sem esperança, para ter outra visão, uma coisa nova que não seja igual todos os dias, quase claustrofóbica, sufocante.
--
Publicidade para o seu novo livro, 'No Teu Deserto', que vai ser lançado esta semana? Diz tratar-se de um "quase romance" onde se mostra como um homem diferente.

gato pianista - delicioso!

---
video

6.7.09

nome e apelido(s)

---
Enterra-se (finalmente) o mau gosto com a Kátia Vanessa e desenterra-se (outra vez) a Maria.

há vida para além de Hollywood

---
Investir milhões de dólares numa produção cinematográfica não significa à partida sucesso garantido nas bilheteiras. O mesmo serve para os actores, pagos a peso de ouro, que depois não levam as pessoas a pagar para ver o seu último filme (caso de "Austrália" com Nicole Kidman que custou 130 milhões de dólares (94 milhões de euros) com resultados modestos nas bilheteiras americanas). Comparativamente, o mesmo não pode dizer-se de "Slumdog Millionaire" (vencedor de 8 óscares), cuja produção custou 'apenas' 15 milhões de dólares.

Hollywood vive dias difíceis. Os estúdios vivem à sombra dos sucessos de bilheteira alcançados com "Schindler´s List", "Forrest Gump", "Bravehearth" ou "Titanic". Esses eram dias em que os filmes davam lucro e em que apostar em grande na produção acabava por compensar. Hoje aposta-se em grande num filme à espera de um sucesso que acaba por revelar-se o pior dos fiascos.
O problema é a falta de ideias, os estúdios perderam a imaginação. Temos assistido a remakes de sucessos antigos, a sequelas de sucessos actuais, a adaptações de livros com sucesso nas bancas e pouco mais. Há falta de guiões originais. Há falta de filmes diferentes daquilo a que estamos habituados a ver.

Há contudo vida para além de Hollywood. As produções de Nollywood não têm efeitos especiais nem cenários elaborados, vivem de um permanente espírito de desenrascanço das equipas técnicas (há sempre alguém que falta devido ao trânsito caótico de Lagos, os cortes de corrente eléctrica são rotineiros, as filmagens na rua podem ser interrompidas por gangs exigindo dinheiro ou espontâneos mais curiosos), os actores nem sempre decoraram as suas falas e os realizadores estão fortemente pressionados para despacharem a coisa em três ou quatro dias de filmagens. Talvez por isso mesmo estes filmes chegam directamente ao coração das populações africanas.

Sem um circuito de exibição em salas, o cinema made in Nigeria parece estar a ser vítima do seu sucesso - a proliferação de cópias piratas - a ruína de qualquer produtor.

3.7.09

citando [13]

"De todas as paixões, o medo é aquela que mais debilita o bom senso"
Retz, Jean

felicidade não tem receita e a vida é um acto heróico

---
Psicoterapeutas reúnem-se para discutir o que é a felicidade.
Para Alfred Spitz, "a felicidade é algo que todos querem e é muito rara" e fornece algumas pistas para "uma vida boa": um bom ambiente durante a infância, o interesse por variadas questões, a liberdade de escolher (sem a qual se abre o caminho para a depressão) e a fixação de objectivos a atingir (sem o que se fica com a sensação de estar só a perder tempo) e considera ainda essenciais as ligações familiares e o interesse pelos outros.
Quando a depressão parece ser a doença do século XXI (a julgar pelo número crescente de baixas pedidas por este motivo), muitos não conseguem contrariar o pessimismo relativamente ao futuro. Quando não há motivos para sorrir dificilmente há felicidade.
--
Este é um tema que levanta questões muito complexas. Cada um define individualmente onde começa e acaba a sua felicidade e procura viver bem consigo mesmo no intervalo. Quando isso não acontece procura transformar tudo aquilo que o rodeia de forma a preencher esse espaço. A felicidade é uma experiência de tentativa e erro que dura uma vida inteira. Ainda que o erro conduza à infelicidade, este deve ser um estado transitório, importante para avaliar o que correu mal e retomar o intervalo com outras certezas.

um contra-senso literário

---
Milhares de livros editados pela Imprensa Nacional-Casa da Moeda (IN-CM) poderão vir a ser destruídos caso os autores ou seus herdeiros não os adquiram, reclamem ou permitam a doação.
Mas encontrar uma solução a custo zero parece estar fora de questão porque "se as bibliotecas se habituam a receber os livros oferecidos acabam por não os comprar e os livros são feitos para ser vendidos", defende Alcides Gama, director comercial da IN-CM.
--
A cultura não tem preço, mas no que toca a livros, os portugueses têm gostos muito peculiares, gostos que não passam pelos livros editados pela IN-CM. Uma ínfima parte poderá estar eventualmente interessada em adquirir o "Essencial sobre...", Antologias, Compêndios, Actas ou Cartas, Inéditos, Obras Completas e demais Estudos. Mas infelizmente o que vende no nosso país é o livro designado por literatura light...
--
Estes livros seriam uma mais-valia se doados a bibliotecas, pelo menos muitos teriam noção da sua existência e poderiam querer adquirir um ou outro exemplar para colocar na sua biblioteca pessoal.
Considero um atentado fazer desaparecer desta forma centenas de livros editados a pensar apenas num retorno monetário. E, quando este não existe, inflige-se um fim trágico.
Vamos talvez ver com mais frequência exemplares em Feiras do Livro Barato, Manuseado, em fim de edição a preço de saldo.
Para quem estiver interessado, encontra-se a decorrer uma feira do género até dia 5 de Julho no Mercado da Ribeira (Junto ao Cais do Sodré), no 1.º piso, em Lisboa, todos os dias, das 10.00h às 20.00.

estamos entregues aos bichos

---

Ontem foi Manuel Pinho, ministro da Economia, a insurgir-se colocando os dedos indicadores na testa, a imitar chifres ao dirigir-se a Bernardino Soares, líder parlamentar do PCP.
Hoje, a pianista Maria João Pires diz renunciar à nacionalidade portuguesa por estar farta "dos coices e pontapés que tem recebido do Governo português".

Onde é que isto vai parar?

2.7.09

Pura demagogia

---
Começou por dizer "assim que puder, baixo os impostos". Segue em frente e "promete mudar tudo na Educação caso vença eleições".
É muito bonito dizer que "estes quatro anos foram quatro anos absolutamente perdidos em termos de reforma da Educação", mas e os anos em que ela própria foi Ministra da Educação (do Governo de Cavaco Silva entre 1993 e 1995)?
Apontar o dedo é muito fácil mas no momento de tomar medidas concretas e colocá-las em prática sempre faltou a coragem.
Se "lançar mão àquilo que é preciso fazer e não permitir que o sistema educativo se continue a deteriorar" é tão só "rasgar" as políticas de José Sócrates então nunca mais saímos da cepa torta quando o que um faz em quatro anos o outro desfaz em dois, sem que daí surtam efeitos práticos no sentido de reformar o sistema!
--
No fim de contas..."eles são todos bons!"...

Santana Lopes pede ajuda...

---
... a Deus para que a coligação “Lisboa com sentido” vença as eleições de 11 de Outubro.
Estaremos à beira de testemunhar um milagre?
Fé não falta a este candidato que entrou na corrida "para que Lisboa volte a ser feliz"...

1.7.09

quentes e boas

---
Hoje decidi publicar só coisas positivas. Sem meias palavras, entrelinhas ou juízos de valor. Apressei-me a "virar de pernas para o ar" a edição online do PÚBLICO, à cata (é positivo utilizar termos populares) de tudo aquilo que pudesse preencher a minha pretensão.
Há sempre a questão da opinião que é sempre muito relativa, mas e apesar disso, consegui descobrir entre as últimas as quentes e BOAS:

Foi encontrada uma sobrevivente [do voo IY626, que rumava da capital iemenita Sanaa para as Comores e que se despenhou no oceano na madrugada de terça-feira]: Bakari Baya, uma rapariga comoronense de 14 anos.
---
A Associação para o Desenvolvimento Económico e Social (SEDES) pretende avaliar a "qualidade da democracia" porque há "aspectos em que os portugueses não se revêem" e que "têm que ser afinados e melhorados". Luís Campos e Cunha pretende ter, com este estudo, a noção "de como os cidadãos vêem a democracia".
---
"Preço do roaming nos telemóveis mais barato a partir de hoje"
---
O Real Madrid pagou 65 milhões de euros para ficar com "um bom exemplo para as crianças" – escrevia ontem o Jornal Marca sobre Kaká.
---
Governo aprovou reforço da acção social escolar - aumento de 15 por cento das bolsas de estudo para os estudantes deslocados e em 10 por cento para os não deslocados; alargamento até aos 23 anos do passe para os transportes públicos e congelamento dos aumentos dos preços das refeições nas cantinas e das residências universitárias.
---
"O primeiro modelo do mais popular leitor portátil de cassetes chegou às lojas há 30 anos. Era azul e cinzento e substancialmente maior do que qualquer moderno leitor de áudio." Estamos a falar do Walkman - o aparelho que massificou a música portátil.
---------------------------------------
A notícia positiva não vende, não gera polémica, ataque público ou confrontos acesos, limita-se a preencher espaço...por isso é tão dificil de encontrar.

30.6.09

150 anos de prisão para Bernard Madoff

---
Madoff é detido a 11 de Dezembro de 2008 acusado de montar uma gigantesca fraude provocada por um esquema piramidal – os prejuízos ascendem a 46 mil milhões de euros (65 mil milhões de dólares).

A 12 de Março de 2009 é ouvido no Tribunal de Manhattan onde se declara culpado pela autoria de 11 crimes entre os quais fraude, branqueamento de capitais, perjúrio e falso testemunho, afirmando, no entanto, estar "profundamente arrependido."
(nós por cá, não há arrependendidos uma vez que todos têm a 'consciência tranquila').

Cerca de seis meses depois, é condenado a 150 anos de prisão, naquela que é considerada a maior burla financeira de todos os tempos. A pena aplicada é a máxima possível para o tipo de delitos porque foi condenado.
--
Sobressai deste processo a celeridade com que a justiça norte-americana julgou este caso. Em relação ao andamento dos nossos casos mais mediáticos, continuamos em averiguações...

29.6.09

acabou (outra vez) a crise!

---
Bastou uma variação ligeiramente positiva em indicadores como a confiança dos consumidores portugueses e o indicador de clima económico para Teixeira dos Santos decretar imediatamente que são "sinais positivos que indicam que a crise se aproxima do fim".
Será que acredita que, se disser muitas vezes "estamos a chegar ao fim", ele acaba mesmo com a crise?

majestosa presença

---

Seguimos como que ao longo de um estreito guardado a preceito por cegonhas do alto dos seus ninhos construídos ou ali colocados.

Alentejo - Mértola - Moreanes

---
Não há nada melhor que uma escapadinha de 2 dias e sem programa definido além de ir a uma exposição de fotografia.

Quinta-Feira, 25 de Junho
Planeamos sair pelo fresquinho da manhã para não repetirmos a proeza de estarmos a caminho de Mértola em plena hora de ponta para um calor abrasador. Desta vez o tempo ajudou e a viagem de carro foi bem mais agradável. Transpor a ponte Vasco da Gama é sempre um prazer renovado. Quase tida como um portal para outros mundos, os conhecidos e dos quais guardamos as melhores recordações e os desconhecidos ainda por desvendar.
Mas no que toca a esta viagem, são quilómetros e quilómetros de campos ondulantes de amarelo, preenchidos de girassóis que são o rosto da paisagem alentejana.
Descendo um pouco mais em direcção ao Baixo Alentejo, avistamos os montes agrícolas outrora vivos que, agora abandonados, vestem as cores da desolação. Quem olha não deixa contudo de sentir-se inebriado com a paisagem agreste talhada pelos elementos naturais e pelo silêncio que lhe confere uma beleza sem igual.
Seguimos como que ao longo de um estreito guardado a preceito por cegonhas do alto dos seus ninhos construídos ou ali colocados.

Mértola, vila-museu sobranceira ao Guadiana, eis-nos chegados ao nosso destino.
Mas antes de continuar é tempo de revigorar forças e parar para almoçar. Sentadas no Restaurante O Repucho, entre garfadas decidimos que, findo o repasto, subiríamos ao Castelo que avistávamos da esplanada.

Subimos ao longo de ruas estreitas, ornadas de casinhas rasteiras caiadas, aninhadas na muralha que abraça a pacata vila outrora grandiosa pela sua importância comercial.
Deteve-nos a invulgar – dada a sua estrutura quase quadrangular – Igreja Matriz, de origens mouras. Conserva da sua estrutura inicial o mirhab (altar árabe voltado a nascente) e as portas com arcos em ferradura.
Reiniciamos a subida em direcção ao Castelo. Não demoramos em chegar. Aos pés deste desenrolam-se escavações arqueológicas que nos revelam indícios da ocupação romana e árabe da cidadela.
Ao subir até à muralha lembro-me de achar louvável o esforço feito no sentido da preservação da edificação, mas utilizar mármore branco nas escadas e cimento? Qualquer que seja o fundamento, a sua utilização peca por não se enquadrar no conjunto, agredindo a sensibilidade de quem olha.

Deixámos Mértola e seguimos para Moreanes. Tranquilo, um punhado de casas a alguns quilómetros de distância.
Recuperado o fôlego fomos jantar. Não no Restaurante Alentejo que aparece em todos os roteiros turísticos, mas no Restaurante Pires onde desfrutamos das especialidades alentejanas.
Sobre a exposição fotográfica – motivo da nossa vinda a Moreanes, não há palavras que descrevam o turbilhão de sensações despertadas. As duas imagens do cartaz, centrais na exposição, resumem a intenção do fotógrafo que procura materializar a perda e o que ela representa. Uma parede despida, carcomida pelo tempo e pelos elementos. No lado oposto, a mesma parede, preenchida por uma cadeira (que adoro) e demais objectos que procuram encher o vazio.
O passado tomou depois conta da conversa naquela esplanada à beira da água. Entre emoções, foi sem esforço que nos rendemos ao cansaço e ao fresco da noite, decretando o fim daquele dia.

Sexta-Feira, 26 de Junho
O dia amanhece soalheiro e para não perdermos muito tempo, despachamos o pequeno-almoço com torradas em pão alentejano. Delicioso como só no Alentejo, onde um dia já se moeu e já se fez muito pão, a julgar pelos moinhos em ruínas.

Saímos em direcção à praia fluvial da Tapada Grande em São Domingos decididas a aproveitar o sol e a água, depois de vários improvisos.
Deixámos, relutantes, aquela piscina natural, a calma só possível em Junho, com a falta dos habituais veraneantes que ainda não passam por ali férias.
Cerca de alguns quilómetros à frente, que é como quem diz logo ali ao lado, estão as ruínas da Mina de São Domingos. A mina que foi um dia uma das mais importantes explorações de minério da Península Ibérica e de onde partiam, no século XIX, milhares de toneladas de pirite, a mina que está hoje voltada ao abandono.

E como o que é bom acaba depressa, quando voltamos à realidade estava na hora de regressar a Lisboa. Esticámos o quanto conseguimos aquele dia e quando encetamos a nossa viagem era já noite cerrada. Entre despedidas, ficou a promessa de voltar uma e outra vez.

24.6.09

quanto vale uma imagem?

---
A Kodak anunciou que deixará de produzir os rolos KODACHROME, 74 anos após terem sido colocados à venda. O aparecimento de rolos com resultados a nível da cor semelhantes e menos dispendiosos, bem como a massificação do suporte digital ditaram o fim do rolo a cores mais antigo do mercado.

Contudo, a este tipo de diapositivo ficará para sempre ligada a imagem da afegã Sharbat Gula captada em 1984 por Steve McCurry. Viu-se transformada num verdadeiro ícone mundial e foi capa da National Geographic de Junho de 1985.
Steve McCurry terá o privilégio de usar os últimos rolos e as fotografias que deles saírem serão entregues ao museu Eastman House, em Rochester (EUA).
Clica aqui para ver outros momentos KODACHROME. Podemos confirmar neles a descrição que muitos fizeram das cores presentes nas fotografias registadas em rolos KODACHROME - tonalidades "vibrantes, ricas e intensas".
---
Estará o fim do vulgo rolo à vista?

23.6.09

até ontem eram 200 milhões de euros...

---
...esta manhã, a cláusula de rescisão de Cristiano Ronaldo passa a 1000 milhões de euros!
Feitas as contas, Cristiano Ronaldo vai ter de rentabilizar cada cêntimo investido, até ao fim da sua carreira...no Real Madrid. No final das 6 temporadas previstas no contrato que assinou, terá 29 anos - idade, portanto, para ter juízo.
Não acredito que haja megalómano maior disposto a pagar esta quantia para ter Cristiano Ronaldo no seu plantel, nem mesmo o xeque Mansour bin Zayed Al Nahyan, proprietário do Manchester City.
Esta cifra é tão completamente absurda que se pensarmos nas cláusulas de rescisão de Puyol, Raúl e Van Nistelrooy que já eram altas (180 milhões de euros) ou ainda a de Messi no valor de 150 milhões, até parece que estamos a falar de meia dúzia de trocos!
Continuo sem conseguir acreditar que esta obscenidade de dinheiro seja real!!

até ao lavar dos cestos é vindima

---
- O PS perdeu as eleições europeias – FACTO;
- Estamos a falar das eleições europeias e não das legislativas – FACTO, Sócrates faz questão de esclarecer, não vá o eleitorado ter dúvidas: "Nas eleições legislativas pergunta-se que Governo é que os portugueses querem, que primeiro-ministro querem, se do PS ou do PSD";
- O engenheiro Sócrates sofre "derrota pessoal" – FACTO, mas não foi ele quem foi a votos;
- Sócrates, numa versão exemplo de "humildade", reconhece o "desgaste do Governo" e as "reformas muito ásperas mas necessárias" que teve de fazer e promete "explicar melhor as reformas" e continuar a construir a tal "solução política que enfrente a crise" – FACTO;
- Estamos perante uma "grande vitória" do PSD – FACTO, mas daí a este proclamar que "já vê o fim de um ciclo do Governo do PS" parece-me um pouco precipitado. Se um é acusado de presunçoso, o outro peca pela presunção!
É muito difícil apelar à contenção quando todos partilham da euforia que se vive no interior do partido, este sedento de poder até há bem pouco tempo.
Muito se fala e pouco se diz, nada a que não estejamos já habituados! Mas uma coisa é certa, "até ao lavar dos cestos é vindima"...

22.6.09

citando [12]

"O medo do perigo é mil vezes pior do que o perigo real"
Defoe, Daniel

as virtudes da timidez

---
Enquanto colocava alguma ordem na confusão de papéis que vou amontoando em cima da minha escrivaninha, encontrei este recorte que já havia esquecido que tinha e que hoje publico aqui. Revejo-me em cada uma das suas definições, apesar de tudo o que mudou.

«São os tímidos, os tímidos convictos, que têm a minha admiração. Não se impõem aos outros à força; quando falam, geralmente é porque têm qualquer coisa de importante para dizer, ouvem as nossas histórias até ao limite da paciência e são o ombro em que mais apetece chorar. Normalmente, são muito mais sábios porque perderam mais tempo a observar o que se passa à volta - e conseguiram fazê-lo sem serem notados. Mas, acima de tudo, têm um sorriso que os extrovertidos geralmente não têm. Não é frequente, e por isso tem muito mais graça e depois começa num canto da boca e vai-se transformando num sorriso só aos poucos e poucos. Uma grande vitória é quando conseguimos que deixem durante um bocadinho de ser tímidos, ou que deixem de ser tímidos connosco - não vale usar copos para os desinibir. Para ser especial, é preciso que o tímido se sinta tão seguro que seja mesmo ele próprio. Que fale dele e das coisas que o chateiam, faça aqueles comentários cínicos de quem afinou muito bem as palavras antes de as dizer. Os tímidos escusam de trazer flores ou presentes no dia de São Valentim. Basta aparecerem!» in Noticias Magazine, Isabel Stilwell

Durante muito tempo não consegui ver virtudes na timidez.
Que virtude poderia haver no facto de todos acharem que somos um 'bicho do mato', apenas porque estamos quietos no nosso canto? Deixamos que outros se evidenciem pelas piadas, conversa de ocasião, gargalhadas e figuras tristes e pensamos que um dia também vamos conseguir ser assim. Esse dia nunca chega e percebemos que não vai chegar porque definitivamente não somos assim! E com o tempo isso deixa de ser o fim do mundo!
Aceitamos aquilo que nos caracteriza, mas só depois e porque alguém nos diz que não há mal em ser assim. Num de repente, passamos a levitar. Arrancamos finalmente esse sentimento do nosso peito e tudo se ilumina subitamente. Todos percebem que algo mudou. E mudou de facto, deixamos que querer ser para sermos nós próprios e, de uma vez por todas, sem medos!

18.6.09

come here to have a birthday kiss

---







A partir de certa idade, não vou dizer qual porque não se pergunta a idade a uma senhora, deixamos de querer fazer anos. Deixamos simplesmente de querer lembrar as muitas velas que ao longo dos anos fomos acrescentando ao bolo, porque [pensamos nós] deixámos de ter fôlego para apagar aquilo que mais parece uma floresta em chamas.
Passamos a querer uma coisa mais discreta porque acreditamos já não ter idade...
Difícil é fazer com que os outros esqueçam também, aqueles que ligam desde sempre e que não vão parar de ligar só porque decidimos suprimir do calendário o dia 18 no mês de Junho (as estações do ano andam mesmo todas trocadas, acabar com os anos a que chamamos bissextos talvez não tivesse consequências de maior).
Mas como consegui-lo? Podemos alegar uma amnésia temporária que nos leva a esquecer o dia, o paradeiro de determinados objectos, como o telefone fixo ou as instruções do telemóvel, o que nos tornaria incontactáveis por um dia.

Mas o pior de querer esquecer é que há sempre alguém determinado a fazer com que lembremos, a tentar fazer-nos ver o lado bom das coisas. E o lado bom de fazermos anos é o carinho com que nos recordam e nos relembram (porque nestas ocasiões temos sempre memória curta) que não é preciso uma data para nos sentirmos especiais.

Pode não haver festa, pode não haver bolo, podemos até nem saber quantas velas são, mas o que não vai faltar NUNCA é o carinho que se dedica a alguém que nos ama como se fosse nossa mãe de verdade! Parabéns neste dia especial e a alguém muito mas muito especial!

Sócrates - o de antes e depois

---












Instado a avaliar o seu papel como primeiro-ministro, José Sócrates respondeu:
"Estou muito satisfeito comigo (...) É preciso muita determinação para andar na vida pública.
> num só tempo: o primeiro-ministro, José Sócrates, o de antes

Mas não quero ser juiz em causa própria, vamos deixar esse julgamento para os portugueses".
> o novo José Sócrates, exemplo de "humildade" a tentar "chegar mais perto" dos cidadãos.

17.6.09

eleições - take II

---
Cavaco Silva diz que ainda "não há qualquer decisão" sobre a data das eleições legislativas e autárquicas, mas que as duas datas podem "eventualmente coincidir".
---
Espero que o Governo entenda a indirecta e marque eleições para o mesmo dia. Assim eu 'matava dois coelho com uma cajadada só' na hora de votar.
---
Acabo de ler a notícia, passo os olhos pelos comentários deixados por outros leitores (des)interessados e deparo-me com um que não consegui resistir em colocar aqui. Assinado por Gina, V.N.Gaia, relata o seguinte: «No dia 7 de Junho, dia de eleições Europeias, uma senhora que ia votar perguntou à mesa, quantas cruzes podia pôr. Foi informada que era só uma cruz. "Eles são todos bons!" disse a senhora e, donde eu estava pude ver o movimento do seu braço a desenhar uma cruz do tamanho do boletim!!!! »
Ironicamente delicioso. O voto pode ter sido considerado nulo mas não deixou de ser um voto consciente.